quarta-feira


"Daniela, sabes até quando vou ficar contigo? Até morrer"

Um dia destes ainda me disseram que nada era para sempre. As pessoas têm a mania de desfazerem o que nos alimenta magicamente diariamente e querem aplausos por isso..
Eu ainda me lembro daquele dia em Novembro em que fui ter contigo e nos beijámos. Tu deixaste em mim algum pozinho mágico que a cada dia que passava se ia alastrando por todo o meu corpo. Admirei-te pela paixão e amor que me davas, os teus olhos cheios de verdade e amor, de ternura e carinho, foste sempre quem me ajudou e amou. Conheço-te de cor e salteado, sei que tens um orgulho descomunal, és teimoso e és (muito) ciumento, és alegre e optimista (equilibrando comigo que sou pessimista), és compreensível e um desejo infinito.
Nada me leva a crer que isto terá um fim, esses olhos enfeitiçados e os teus lábios que são himen dos meus. Por ti, vou até ao fim, do mundo, do universo, da cidade, de tudo! Amar até hoje, foi só a ti e jamais te poderei guardar no baú do passado. És o passado, o presente e o futuro. André Alves! (L)

2 comentários:

cátiaLima disse...

oh danielinha que lindo :)és o amor em pessoa. felicidades minha linda

cátiaLima disse...

oh obrigada :) ainda continuas na esm? :D
só te quero feliz fofinhaa . es um amor