quarta-feira

Pensava saber tudo da vida caótica adulta e infantil, já nem os meus risos de suposta ignorância resolvem os meus problemas. Problemas que se arranjam, sofro agora da falta de carinho e sou mais uma nesta prisão perpétua de angústia, quando será que nos vamos todos entender? Não é preciso andarmos todos aos encontrões, olhares frios e feios, agora sou eu, independentemente do que voces quiserem ou pensam. Sou eu, sem mais medo de o admitir, pena que não vejam o sentimental que vai cá dentro, a banda de música que toca melodias macabras cá dentro, é pena que não sintam o que eu sinto, pagaram na mesma moeda e exageram em cada linha que afirmam, deixem-me estar com a minha vida e o meu eco de sobreviver, eu já não sou nenhuma criança, sei que matar é crime e sei que os que vencem são os grandes doutores, dotados de inteligência e dinheiro. Jamais serei o que nunca fui, a minha vida sou eu que a faço, as medidas sou eu que as dito e aplico, o corpo é meu, o rosto é meu, as ideias são minhas, os sentimentos são meus, a paz e revolta são minhas.
O escuro ensina-me a ver outras cores, a sobreviver sem condições para sobreviver, agora não ignoro, agora sou incapaz de ignorar o mal que me fazem e o sofrimento pelo qual me fazem passar, cresci e não estou á espera que as cenas me venham parar as mãos, eu luto, eu controlo, eu amo-me e depois amo os outros, eu levo a minha vida sem stress e faço dela um jardim, momentos alegres fazem-me esquecer os fantasmas, abraços do meu mais que tudo que me fazem sentir ainda menina, protegida e triunfante. Agora sou egoísta e não sorrio se não me apetece, tenho calma e respiro fundo, pureza sempre, discos no lixo, a dor começa a desvanecer porque eu quero

4 comentários:

mia disse...

adorei , juro. adoro a forma como escreves. continua :)

Cátia'P disse...

E tu sabes minha Daniela que é assim, é assim que tem que ser. E se sempre assim for, não precisarás de ser uma doutora para triunfar.

Eu continuo a gostar de ti, mesmo assim com esse teu jeitinho *.* minha Danizona !

mia disse...

fui eu sim :) muito obrigada :D

Liliana Araújo disse...

tu escreves tão bem :o