segunda-feira


Ás vezes tenho tendência a escorregar da realidade, fazer de conta que ela própria não é real e esconder-me por trás de arbustos e árvores e ver a chuva a cair e não ter coragem para a enfrentar.
Amei, muito e rasgo todo este passado que hoje não passa disso mesmo. Fiz muito, lutei muito, criei conflitos para defender aquilo que me pertencia, sacrifiquei-me como nunca me havia sacrificado, respirei aquele momento como se fosse eterno, passei bons e maus momentos, confiei muito, disse muito, quis muito, agarrei-me muito, abracei-me muito. Dediquei o meu corpo e a minha alma a um mundo que permanecia ali, sempre agarrado e dizendo "não fujas daqui."
Não há explicação mas é inevitável. Hoje vejo as minhas atitudes como acções erradas e muito inocentes, mas sei que naqueles dias não podia negar nada para não ferir o meu próprio coração. O meu mundo pertencia a uma pessoa apenas, a minha vida era vivida em função duma só pessoa, os erros e as dores eram esquecidas e ficavam encravadas na alma como se fossem picos de rosas, a nossa paixão tornara-se doentia e sinistra, já não percorriamos os mesmos caminhos, as mesmas histórias, os mesmos objectivos, os mesmos gostos. Ao teu lado cresci imenso, tornou-me uma pessoa mais adulta mas nos últimos meses o fracasso tomava conta da nossa vida, dos nossos dias. Foi amor. Foi muito. Foste o namorado da minha vida. Realizaste-me muitos sonhos, fizeste de mim tua mulher mas a vida faz os destinos e ela escolheu o fim para o nosso amor e a nossa história. Foi com amor cada beijo que te dei mas preferi o final duma coisa que já não tinha mais pernas por onde andar.
Dou por encerrado mais um capítulo da minha vida e após duas semanas já começo a sentir-me a Daniela que sempre fui, livre na alma e para o mundo. A minha família e os meus amigos preenchem-me o coração inteiro, dão-me luz e sorrisos, paz e sabedoria, felicidade e valor. Já não me lamento, a vida é mesmo assim: uns vão outros ficam... E eu permaneço viva, sorrindo, bailando ao som da Natureza, escrevendo, fotografando, sonhando, rindo, cantando. Eu tenho vida, amor próprio e sentimentos pelo meu bem-estar.
Foste muito importante, mas "tudo tem um inicio e um fim".

2 comentários:

Catarina disse...

força daniela *

Cárina disse...

tu sabes que eu amei ! *.*